segunda-feira, 30 de maio de 2011

Após sumiço eis que aparece : Um VESTIDO!!!

Meninas do meu Brasil....Nunca imaginei na dificuldade de se achar um vestido e na vergonha.

Porque acho que tem que bater, sabe? Então eu estava em uma dificuldade muito grande em amar o vestido, simplesmente gostava e assim eu não queria...

Já tinha fechado um na Casa Assuf e pior pago. Até que resolvi da um passeio na Tutti Sposa , foi meu achado encontrei um San Patrick, de primeira locação inacreditável era ele.

Mas para variar eu sendo quem sou não fechei...Vim para casa pensar.
Quando voltei valores mudados, pronto para meu surto total ....Aonde fica meu orçamento!!!!

Pedi encarecidamente com  vendedora ir falar com a dona...Eis que volta com a bela notícia que havia conseguido permanecer no mesmo preço...UFFAAA!!!!

Meninas mais um contrato fechado...1ª  prova em Setembro...Torçam tudo dará certo!!!

Beijinhossss

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Simplesmente.... MÃE !!!

Achei na internet... E a mais pura verdade!!!!

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga.

O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas.

Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: E se tivesse sido meu filho?

E ante fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observá-lo sentado no chão, brincando com o filho.

É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de mamãe a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê.

Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais º não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um Espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

Bjs

sábado, 7 de maio de 2011

Igrejas....

Meninas,

Venha dar uma noticias a vocês quem esta a procura de igrejas na Zona Sul, eu cancelei as duas que havia reservado.

Por ter cancelado a casa de festa na zona sul, pelos moticvos que vocês ja sabem.

Cancelei a tão disputada Capela do Palácio para o dia 10 de Dezembro de 2011 (10/12/11).

E a Igreja de Santa Teresinha ao lado do Shopping Rio Sul, para o dia 26/11/11.

Então tem duas datas em aberto, corram...

Beijinhosss

Casa de Festa...Mudei tudo!!!!

Mudei, mudei....Isso mesmo mudei tudo!!!!

Gente tudo que tento fazer não ta dando certo...

A casa de festa mudou de dono, o buffet não me atende mais, não encontro nenhum profissional dsponivel!!!

A beira de um ataque de nervos.

Eis que vou fechar os bem casados. Surge um anjo e me da a solução... Nova Casa de Festa.

 Bem do jeitinho que eu queria, tudo bem que ja havia acostumado com o solar (Solar das Palmeiras em Botafogo)

No Alto da Boa Vista, uma casa novinha e com preço super em conta com tudo incluso.

Gente posso querer algo mais ...Deus é muito bom!!!

Por isso que falo, por mais dificil que seja , mantenha a calma.

Beijinhosss